Blog

27 Maio 2015

Vastos Pensamentos

||
0 Comment
|

Vastos pensamentos,
Vastas ilusões e metas
E medos
E letras de um cinema quase mudo
Passos imperfeitos
Acompanham o andarilho,
Um sorriso, um sonho
Refletem em seu olhar
Um suor salgado
Escorre em meu corpo cigano
E um latido de cão
Rui aos meus ouvidos
Nada me Importa
Podem parar os pássaros e os aviões,
As nuvens e os carros,
O mar e as cidades,
Pode parar o universo
E pode o céu parar
Pois, nada eu cantaria
Se não existisse você.

Te esperei
Por todos os dias
E todas as horas,
Escalei as mais altas montanhas,
Voei sob o céu e sobre a terra,
Derramei meu sangue
Beijei a Deus
Para poder te achar.

E agora,
Acorrentarei o mundo
E mergulharei no mar vermelho
E entupirei minha alma
E meu corpo com teu amor
Ainda assim
Podem parar o tempo e o vento
O canto e o conto
Podem parar o infinito
Que te espero ainda
E repito todos os feitos
E canto por todos os cantos
Pois, nada me importa
Se você não ficar

Deixe um Comentário